SINPAF lança Campanha Salarial 2016/2017

Notícias

A Diretoria Nacional do SINPAF lança, nesta quinta-feira (17/3), a Campanha Salarial de 2016/2017. O material, que já está disponível na página do SINPAF, apresenta uma charge crítica com o mote “SE FUGIR O BICHO PEGA, SE FICAR O BICHO COME, SE UNIR O BICHO FOGE!”, que remete à crise pela qual passa o Brasil.

Clique aqui e baixe o material da Campanha Salarial 2016/2017

O desenho traz, ainda, as principais bandeiras das negociações deste ano, que são: o reajuste salarial com ganho real, avanço nas negociações, novo plano de cargos e salários, isonomia de direitos, transparência na gestão do plano de saúde e previdência complementar, Embrapa e Codevasf 100 por cento públicas e cumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

“A intenção da Diretoria Nacional com essa campanha é mostrar às empresas que os trabalhadores da base do SINPAF não vão pagar a conta da crise”, explica o presidente do Sindicato, Julio Guerra.


Dessa forma, o SINPAF ressalta a importância da união dos trabalhadores para afastar a sombra da crise e convoca toda a categoria para a mobilização, que deve começar desde já. A DN sugere que os trabalhadores da Embrapa e da Codevasf substituam as capas das suas redes sociais (Twitter e Facebook) em adesão à campanha.

A DN já encaminhou os cartazes, baneres e adesivos pelos Correios. Mas, cada Seção Sindical poderá confeccionar mais materiais, conforme a necessidade de cada localidade.  Para isso, basta baixar as artes de cada peça da Campanha Salarial, disponíveis no link final da matéria.

Pauta de Reinvindicações e Calendário de Negociações

A Pauta de Reivindicações para o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2016/2017 foi amplamente debatida e decidida entre os trabalhadores, os presidentes da Seções Sindicais e a Diretoria Nacional do SINPAF.

Para o cumprimento da data-base da categoria, 1º de Maio, a Diretoria Nacional entregou os documentos na Embrapa, no dia 18 de dezembro de 2015, e na Codevasf, no dia 6 de novembro de 2015: ACT Embrapa 2016/2017 e ACT Codevasf 2016/2017. A DN também já protocolou documentos nos quais reitera o assunto e cobra resposta quanto ao calendário de negociações das duas empresas, o que não foi respondido até o momento.

Reivindicações ACT Embrapa:

  • O reajuste salarial com o IPCA do período de 1 de maio de 2015 a 30 de abril de 2016 mais o PIB Agrícola de 2015;
  • Isonomia de benefícios;
  • Garantia do adicional de insalubridade;
  • Auxílio alimentação/refeição de acordo com o IPCA da alimentação do período de 01/05/2015 a 30/04/2016 mais PIB Agrícola de 2015;
  • Divisão dos auxílios nos cartões alimentação e refeição facultativo ao empregado, vale alimentação/refeição por ocasião do pagamento do 13º salário;
  • Padrão isonômico para fornecimento do café da manhã na Unidades;
  • Incentivo à qualificação com gratificação de 3 por cento para os que possuam ou venham a possuir o ensino fundamental, 6 por cento para ensino médio e 9 por cento para graduação;
  • Adesão ao Vale Cultura;
  • Adicional de 25 por cento do salário base aos trabalhadores que exerçam atividade que exigem Anotação Técnica de Responsabilidade;
  • Publicação interna das vagas existentes em suas unidades e banco de pessoal;
  • Constituição de um Comitê de Progressão Salarial;
  • Programa de Demissão Incentivada;
  • Folga de Pagamento;
  • Instituição do Dia do Profissional de Pesquisa;
  • Inclusão no ACT do Sistema de Compensação de Horas;
  • Opção de realização de horas corridas para empregada com filho até 2 anos de idade;
  • Opção de licença paternidade e maternidade para adoção por empregados homoafetivos;
  • Além de diversas garantias ao que tange à segurança e saúde do trabalhador: como Programa de Vacinação contra gripe, liberação do trabalhador para exames de médicos em municípios de difícil acesso, instalação e manutenção de dispositivos de segurança e proteção em áreas de campos experimentais, entre outros.

Reivindicações ACT Codevasf

  • O reajuste salarial com o IPCA do período de 1º de maio de 2015 a 30 de abril de 2016 mais o PIB Agrícola de 2015;
  • Auxílio alimentação/refeição de acordo com o IPCA da alimentação do período de 01/05/2015 a 30/04/2016 mais PIB Agrícola de 2015;
  • Pagamento de vale combustível nas localidades que não sejam atendidas por transporte urbano;
  • Repasse à Casec da totalidade dos recursos orçamentários e financeiros referentes à assistência médica e odontológica dos servidores, empregados e dependentes;
  • Inclusão de ascendentes entre os dependentes no Programa Codevasf-Saúde com as mesmas condições dos demais;
  • Disponibilização de serviços e espaço para atendimento clínico nas Superintendências Regionais;
  • Auxílio Creche e Pré-escolar no valor teto de R$700.
  • Pagamento integral do Auxílio Creche, sem comprovação, até o término da idade de 7 anos;
  • Ajuste com acrescimento de mais dois padrões salariais aos empregados contemplados na Progressão por elevação de Escolaridade;
  • Gratificação para todos os fiscais de contratos e convênios;
  • Limitação de tempo e estabelecimento de critérios para ocupação de cargos de chefias;
  • Implantação de PDI permanente;
  • Fornecimento de curso de Especialização ou MBA relacionado à função/trabalho que executar na empresa, reconhecido pelo MEC, incluindo treinamento para conhecimento de todos os sistemas da empresa, sua política, etc.
  • Abono de faltas dos empregados que não têm direito ao Prêmio Assiduidade, por até 10 (dez) dias para tratarem de assuntos particulares, desde que previamente acordado;
  • Pagamento de adicional de periculosidade e insalubridade;
  • Auxílio mensal no valor de R$613,17, corrigido pela variação do IPCA do período, e jornada de trabalho de 6 horas corridas para empregados com filhos ou dependentes com deficiência;
  • Entre outros.

Clique aqui e baixe o material da Campanha Salarial 2016/2017

Fonte: DN

2016-03-20

16:16:56

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *