Trabalhadores fazem forte protesto em Sete Lagoas

Notícias

Hoje, (23/08), quarta-feira, os empregados do CNPMS – Centro Nacional de Pesquisa de Milho e Sorgo, Embrapa Sete Lagoas, fizeram um protesto contra a retirada de direitos trabalhistas  dos empregados.

O presidente da Seção Sindical, Francisco de Paula Antunes, explicou que os empregados estão revoltados com a postura da empresa em não prorrogar o Acordo Coletivo 2016/2017. Para o dirigente sindical a Embrapa “está colocando a faca no pescoço dos trabalhadores”. Ainda explicou o sindicalista que os trabalhadores estão revoltados com a direção da empresa:“ eles querem retirar direitos dos empregados que trabalham no campo enquanto ficam sentados no ar condicionado em Brasília-DF”.

Os empregados fizeram vários cartazes pedindo a mudança do comando empresa, ou seja, a saída de Maurício Lopes da direção da Embrapa. Para o presidente da Seção Sindical o presidente da Embrapa precisa preocupar-se mais com os empregados: “o Maurício é ótimo para a governo federal e péssimo para Embrapa, com os trabalhadores insatisfeitos ele não terá condições operacionais para implantar ideias futuristas, ele precisa administrar a Embrapa e parar de escrever em jornal sem independência editorial”.


O seguinte grito ecoou no CNPMS: “fora Maurício”! Os trabalhadores também contestaram as atuações radicais da supervisora substituta do DGP (Departamento de Gestão de Pessoa), Clarice de Castro Oliveira e do Chefe da AJU (Assessoria Jurídica) Antônio Nílson. Diziam alguns cartazes dos empregados:

#Clarice você não é dona da Embrapa!

#A Embrapa vai cortar a função gratificada do Dr. Antônio Nílson?

# Maurício e Blairo fora da Embrapa!

Vejam as fotos:

Fonte: Seção Sindical de Sete Lagoas

12:03:10

2017-08-23

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *