Outra reunião no TST

Notícias

Na última sexta-feira (25/5), representantes do SINPAF reuniram-se, novamente, no TST (Tribunal Superior do Trabalho) com a Embrapa. Depois de protestos dos sindicalistas na sede da empresa, os líderes associativos compareceram ao tribunal para mais uma reunião com a Embrapa. Pressionado pelos presidentes das seções sindicais o gestor do SINPAF, Carlos Garcia, viu-se obrigado a promover, mesmo contra sua vontade, uma mobilização na Embrapa. Confira a nota da DN:

“Na manhã desta sexta-feira (25/5), o presidente do SINPAF, Carlos Henrique Garcia, e um grupo de dirigentes de Seções Sindicais deixaram a mobilização na sede da Embrapa para participar de uma reunião no Tribunal Superior do Trabalho (TST), a convite da vice-presidência do Tribunal, sobre o processo de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2018-2019.

No decorrer da reunião, o presidente do SINPAF ratificou que os trabalhadores não aceitam proposta com redução de direitos nem negociação que inclua rediscutir o ACT 2017-2018, que já está em dissídio, aguardando julgamento do índice de reajuste.

Uma carta assinada pelos representantes da Comissão Nacional de Negociação (CNN) do SINPAF e por um coletivo de presidentes de Seções Sindicais foi entregue ao juiz Rogério Neiva para ser anexada ao processo de mediação do ACT 2018-2019. Nesse documento, os dirigentes declaram que nenhuma proposta relacionada ao ACT 2017-2018 que faça qualquer redução no retroativo do período será levada à base.

Após ponderações feitas pelas partes, Sindicato e empresa, conforme descrito em ata no link abaixo, o juiz auxiliar do TST informou que irá propor ao vice-presidente do Tribunal, ministro Renato Paiva, a construção de uma proposta de acordo coletivo para ser avaliada pelos trabalhadores. A apresentação dessa proposta foi agendada para a próxima quarta-feira (30/5), às 10h, no TST.

“A mobilização ocorrida hoje, durante a assembleia na Embrapa sede, foi bastante positiva e contou com a participação de 300 empregados que se manifestaram contra as ações de desmonte da empresa e contra quaisquer retrocessos nas conquistas dos trabalhadores”, disse Carlos Henrique.

O presidente do SINPAF ressalta ainda que neste instante é fundamental que os trabalhadores participem das agendas de mobilização que serão divulgadas pela CNN e pelas Seções Sindicais”.

Clique aqui e leia ata da reunião no TST

07:56:49

2018-05-28

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *