Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário

Seções Sindicais

Filiado à CUT

Seção Sindical de Sete Lagoas - MG

Home Estatuto

Pílulas da crise na gestão da Embrapa

Repercussão negativa

A demissão do pesquisador Zander Navarro foi repercutida em vários periódicos famosos: O Globo, Brasil 247, O Popular.

Sindicância?

A Embrapa possui norma de sindicância para apurar fatos internos que levem a punições de empregados. Demitir o empregado sem obedecer tais normas é ato de improbidade administrativa dos dirigentes.

Seção Sindical possui compromisso com a informação

A Diretoria Nacional do sindicato divulgou nota esclarecendo que as notícias sobre a demissão do pesquisador estavam no sítio da Seção Sindical de Sete Lagoas. A Seção Sindical não apoia, em nenhuma hipótese, a difamação da empresa em meios de comunicação. Todavia, possui o dever de informar os empregados sobre os acontecimentos da organização.

Opinião

O artigo escrito pelo pesquisador Zander Navarro foi agressivo para os empregados e para a empresa. De forma empírica, em poucas linhas, o sociólogo entendeu que poderia contar toda a realidade da empresa. Nomear o investimento do governo federal (orçamento da Embrapa) de prejuízo colocou a empresa em risco.

Todavia, a demissão do empregado sem processo administrativo disciplinar, ausentes o contraditório e a possibilidade de ampla defesa, afronta diretamente à Constituição da República e a legislação infraconstitucional em vigor. Fica clara a intempestividade e a imprudência nas ações das partes envolvidas: tanto do pesquisador quanto da Diretoria Executiva da Embrapa. É importante lembrar que a Embrapa possui histórico reiterado de truculência e desrespeito da legislação no tocante às relações trabalhistas.

Também, a falta de esclarecimentos do presidente da empresa para os empregados demonstra a distância entre os atos de gestão e a vontade dos empregados. A confusão causada por uma crítica, que deveria ter sido tratada com sindicância e com o rigor das normas, sem sentimentos pessoais, demonstra a falta de habilidade de determinados gestores para lidar com pequenos problemas.

20:36:40

2018-01-10